Um ex-comunista e seu cilício ou Demétrio Magnoli sofre… será que ele viu a luz?

Penso em Demétrio Magnoli…

O “Cara de cavalo” da antiga Libelu (Liberdade e Luta, organização de esquerda de inspiração trotskista, articulada à OSI, e que “rachou” dando origem a duas alas que compõem o PT hoje: a “Articulação”, ala que dirige o partido, e “Trabalho”, grupo minoritário).

Mas Demétrio não é mais comunista…

Contudo, sofre… até hoje… e precisa por pra fora sua raiva… purgar o câncer vermelho.

Será seu rosto? sua feiura assustadora, marcada pelo apelido… dói de olhar… Será?

Ele faz piadas sobre sua esposa… na intimidade… ingratidão… ela lhe quebrou um baita galho…

Enfim.

Ele sempre foi um “filhinho de mamãe”. Tudo que conseguiu, foi debaixo das asas da família…

Mas voltemos à sua raiva ou culpa.

Ele tem raiva da esquerda, que ele acha que está materializada num certo funcionalismo público… ou melhor, nas cátedras da Universidade de São Paulo.

A Faculdade de Geografia, àquela época, era o último reduto marxista, verdadeiramente, da intelectualidade produtora de conhecimento.

Pelo menos, o único lugar onde os marxistas eram maioria.

E Demétrio, apesar de “bem nascido”, não conseguiu realizar um sonho: ser professor do Departamento de Geografia da FFLCH/USP.

Tentou entrar algumas vezes. Tomou algumas surras.

Em debates também: após o 11 de setembro, foi convidado a discutir o atentado e suas consequências, junto com o lendário professor Armen Mamigonian e André Roberto Martin. Foi detonado e escorraçado por Armen, que começou sua fala, que se iniciara após o senhor com face equina, dizendo: “Agora que a direita já falou, vamos ao que interessa”… E mandou ver…

Armen, o detonador de equinos

Enfim, ele não é lá muito bem quisto no departamento onde se doutorou. É claro que existem algum amigos, afinal, o Sr. Magnoli é bem nascido.

Creio que ficaram algumas marcas, traumas naquela cabeçorra. Por isso o ranço, por isso a raiva, por isso a adesão tão religiosamente apaixonada.

Freud talvez explique.

Anúncios

Uma resposta

  1. KKKKKKKKKKKK, bem nascido sim, mais lembre-se que as Universidades brasileiras principalmente a USP precisa de um bom “padrinho” para torna-se membro docente da instituição..

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: